Londrina foi um dos poucos municípios do Brasil a implantar, em sua rede pública de saúde, uma residência em Medicina da Família e Comunidade. O curso é uma especialização reconhecida pelos Ministérios da Educação e da Saúde, com duração de dois anos e aulas teóricas e práticas. Os campos de aprendizagem são os serviços próprios da Prefeitura, como as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Unidade de Pronto Atendimento Infantil (PAI) e Maternidade Municipal.

A especialização é importantíssima porque garante que o médico tenha uma formação voltada especificamente para a área da Saúde da Família, capacitando os profissionais que realmente gostam e tenham interesse em trabalhar na área.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *