Até o início da Gestão 2013/2016, a Autarquia de Saúde estava defasada no quesito de informatização. Para resolver o problema, foram adquiridos 701 microcomputadores – entre notebooks e desktops, enviados às UBSs e unidades administrativas – e dois servidores de rede para armazenamento e gerenciamentos de arquivos e diversos sistemas.

Em 2015, para tornar a rede mais eficiente e rápida, com a aquisição e instalação de 60 Switches de 24 portas. Só em mobiliários novos e equipamentos para as UBSs, a autarquia investiu R$4.360.380,30, entre 2013 e 2016.

Em 2016, começou a implantação do projeto Londrina Digital com a instalação de fibras óticas na UBS, que permite a comunicação entre todas as UBS, garantindo assim a melhora na velocidade de rede e serviços. Também foi feita aquisição de mais 225 micros para implantação do processo de trabalho através do registro eletrônico dos atendimentos.

Um das ações criadas através da informatização foi o inventário e uso efetivo do módulo de controle de estoque e dispensação de medicamentos nas farmácias da UBS e feita a internalização do suporte técnico em informática, que antes era feito por empresa terceirizada, o que deu mais agilidade e economia.

Essa ação, junto com o programa Saúde Web conquistou prêmios na quarta edição Prêmio Gestor Público Paraná (PGP-PR), que tem o apoio do Tribunal de Contas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *