Plano de Saneamento garante R$1,6 bilhão de investimentos

Londrina alcançou em 2016, o segundo lugar no ranking de saneamento das cidades brasileiras.
De acordo com o ranking, a cidade tem 100% de água tratada e 90% da coleta de esgoto e, desse esgoto, 100% é tratado . Com o contrato assinado entre o Município e o Governo do Estado, em junho de 2016, para a continuidade dos serviços da Sanepar em Londrina – depois de 13 anos de contratos emergenciais – , a meta é que toda a região urbana seja contemplada com coleta e tratamento de esgoto até 2021.

O novo contrato de programa com a Sanepar foi um avanço. Depois muita discussão, pesquisas, análises e audiências públicas, ficou comprovado que um contrato de programa com a estatal seria mais vantajoso para o Município. As grandes vantagens são a definição de metas de qualidade e de investimentos. A Prefeitura também terá maior controle para acompanhar execução das obras, o que é fundamental para Londrina.

Com isso, a estatal terá que investir, nos 30 anos de vigência do contrato, cerca de R$1,6 bilhão. Para isso, Alexandre Kireeff sancionou a Lei 12.400, que revisa o Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB), aprovado em 2016, que vai determinar onde o dinheiro será investido.

Pelo contrato, a Sanepar também repassará R$ 229 milhões corrigidos pelo valor do m3 da água para o Fundo Municipal de Saneamento Básico (2% do faturamento da empresa no município), sendo os primeiros R$ 25 milhões foram feitos em 2016. O fundo permitirá ao município fazer intervenções em drenagem urbana, gestão de resíduos sólidos e desassoreamento de lagos. O contrato também prevê desconto de 50% na conta de água da prefeitura, que fará uma economia de R$ 45 milhões em 30 anos, considerando-se os valores atuais.

Também está prevista recomposição de ruas e calçadas de acordo com padrão estabelecido pelas portarias da Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação. Outra meta é a redução gradativa do índice de perdas de água. Nos distritos rurais, com população acima de 2 mil habitantes, a Sanepar irá implantar sistema de coleta e tratamento de esgoto, a partir de 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *